Páginas

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O POEMA NÃO VEIO

Soldei silabas á silabas
e construí palavras
esperei
mas o poema não veio
fui á rua colhi fiapos de sol
na lavoura do verão
esperei
mas o poema não veio
na manhã de luzes arranjei jardins
extrai eflúvio de jasmins
esperei
mas o poema não veio
colhi orvalho da madrugada
para molhar as palavras
esperei
mas o poema não veio
pesquei lumes de estrelas
e pedi a lua que não fosse embora
esperei
mas o poema não veio.
E essa espera varou dias e noites
então o tempo encalhou no silêncio das horas
porque o poema não veio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário