Páginas

sexta-feira, 15 de julho de 2011

VOYERISMO

para Lou Albergaria

Os olhos descobrem os contornos
simétricos dos corpos suados
na planicie branca dos lençóis,
as mãos feitas navalhas afiadas
cortam o ar do instante lúbrico
quando o silêncio desperta e sai
de seu casulo noturno.
Mesmo distante da vidraça
os olhos prenunciam
cálidos orgasmos.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Á DALI & PICASSO



Os relógios derreteram-se

na paisagem surreal da imaginação.

E o salto do miúra ferido

( riscando com sangue a arena)

foi tão ágil e rude

que impressionou a multidão.

sábado, 9 de julho de 2011

DUAS VARIAÇÕES PARA A AMADA

1.
Eu queria ser uma sombra
para te proteger do sol inclemente
e uma brisa branda e amena
para suavizar teu rosto
nessa tua caminhada ardente
pelas trinhas invias da vida.

2.

Nesta noite de lua acêsa
vou te declamar poemas
para que possas construir
teus castelos de sonhos
ouvindo o mar de Iracema.