quinta-feira, 1 de agosto de 2019

EXORDIAL

Manhã plena de sol. Ventos ligeiros balouçam as copas dos Ipês plantados nas avenidas da Fortaleza Bela, promovendo um artístico balé de cores. No mar eles encrespam as ondas no dorso verde do Atlântico, ensejando a dança das marés.
Obrigado, Deus, por criar essa esfera de luz e de beleza tão incompreendida e vilipendiada por um gama de homens que destroem mares, rios, florestas e alguns investidos em genocidas e com suas bombas infames exterminam milhares de vidas. Mesmo, assim, obrigado Pai, por essa bela e monumental criação, por esse Eden em que vivemos e que para usufrui-lo basta apenas ter a sabedoria de viver.

quinta-feira, 25 de julho de 2019

OCULAR

Os olhos imigram
do espelho
e atravessam o território
da memória.
Mesmo deportado
da mutação do tempo
ainda sonho com teus
olhos caídos de primavera.

quarta-feira, 17 de julho de 2019

PÁSSAROS

Ontem na clara manhã de julho
vi casais de alegres 
sanhaços
bebendo sol
nas grades
do meu terraço.

CENA AMAZÔNICA

A noite caminhava sobre o rio, abrindo sulcos luminosos no dorso das águas com as lanternas da lua. Cantos de pássaros noturnos revelavam que a floresta não dormia. Uma ciranda de peixes saltavam mostrando suas escamas em plena a piracema. Os rebojos das grandes águas pareciam querer devorar o barco. De repente uma nuvem sépia escondeu a lua e o breu se instalou: a escuridão venceu a luz.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

O SEMEADOR DE AURORAS

Todos os dias depois do ocaso
planto auroras na lavoura arcaica da noite,
e me vingo da escuridão das ruas
colhendo lumes de luas
nos jardins suspensos da imaginação,
com gotas de orvalho irrigo
os latifúndios das horas
para fertilizar as sementes do tempo
e quando o dia renascer
do ventre da madrugada
alimentarei os pássaros da varanda
com grãos de sol e mais nada.

terça-feira, 9 de julho de 2019

ERÓTICA

Entre as tuas tenras coxas
a erva da sedução
narcotiza meus gestos
abala meus sentidos
e minhas mãos se perdem
no labirinto terno
e obscuro do teu púbis
enquanto o teu corpo inteiro
(desabrochando como um lírio)
me convida ao delírio.

sábado, 6 de julho de 2019

VIAGEM AOS OLHOS DE JUDE

Ó Jude, os teus olhos germinam
lírios e crisântemos e o ar de tua boca
se confunde com anélito de jasmim,
e os teus cálidos braços 
constroem abraços de ternura,
meu universo, Jude,
é o céu do teu olhar.
Sinto tudo isso quando viajo em ti,
.

EXORDIAL

Manhã plena de sol. Ventos ligeiros balouçam as copas dos Ipês plantados nas avenidas da Fortaleza Bela, promovendo um artístico balé de co...