terça-feira, 31 de março de 2009

POEMA

O sol deflorou a tarde
e esta antes de morrer
pariu a rosa.
Rosa cor de rosa
pétalas urdidas
de sonhos e auroras,
atirem pedras nos cães
ou nos homens sem Deus
mas por favor,
não maculem a rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DE SOMBRAS E TEMPO

Essas sombras margeando as trilhas dessas galaxias subterrâneas, as horas limando as moléculas do tempo deprimem o instante seminal enqua...