Páginas

quarta-feira, 11 de março de 2009

O ESPELHO

Olho no espelho
e vejo o itinerário
das rugas solapando
meu rosto adusto.
Quando mais chego
perto do espelho
(de cruel face)
mais percebo
que tantos caminhos
foram percorridos
e somados as agruras
e os desencantos
sobrou apenas
este ser vertical
sofrido e amargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário