quinta-feira, 12 de março de 2009

POEMA DE AUSÊNCIA

Sobre o vazio
deste quarto
as palavras
descobrem ausências.
As notas da canção
não encontram ressonância
em mim,
apenas esse silêncio de pedra
enxagua minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DE SOMBRAS E TEMPO

Essas sombras margeando as trilhas dessas galaxias subterrâneas, as horas limando as moléculas do tempo deprimem o instante seminal enqua...