Páginas

sexta-feira, 27 de março de 2009

A L E R T A

Nenhuma lua iluminará
o caminho a ser palmilhado
pelos teus pés.


A noite de sonhos
despertará o cantar
dos pássaros
que acolherão
a plena manhã
rompendo nos quintais.


Teus passos , amiga,
incendiarão
as pedras e urzes
das sendas á fora
aonde vagarás
no colo
de insensatas
auroras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário