quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

POEMA SURREALISTA ( A MULHER E O PÁSSARO)

A mulher olhou
para o alto
e viu o sol
abrir sulcos
luminosos
nas savanas
do céu
e de repente
vomitou
um pássaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DE SOMBRAS E TEMPO

Essas sombras margeando as trilhas dessas galaxias subterrâneas, as horas limando as moléculas do tempo deprimem o instante seminal enqua...