Páginas

domingo, 16 de agosto de 2015

FUGA

Se eu um dia pudesse
inventar-me em asas,
mesmo pássaro de voo
cego,
fugiria do tempo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário