Páginas

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

VARIAÇÕES PARA A MULHER AMADA


1.


a maciez de tua pele
enrubesce meu rosto
e excita meus sentidos
e procuro na penumbra
deste quarto de vácuo
(entre latitudes e longitudes
amorosas)
as coordenadas exatas
para o vôo erótico.

2.
meu olhar se perde
nas curvas eróticas
do teu corpo morno
e em gestos prontos,
minhas mãos libidinam
a superfície rosea
dos teus seios maduros
a espera do instante orgásmico.

4 comentários:

  1. Opa! Beleza para começar o fim de semana, rs...
    ;)

    Beijo, poeta!

    ResponderExcluir
  2. Hey,querido Poeta, que bom ter teus versos de volta... Concordo com Lara, chegou para aquecer o final de semana!

    Um beijo e obrigada pela leitura e comentário lá em Vidráguas, seguimos!!!

    ResponderExcluir
  3. Tuas latitudes e longitudes amorosas me fizeram lembrar de um poema sobre as linhas paralelas que nunca se tocam - o que não as impede se seguir sonhando com o infinito, onde talvez se encontrem. :) Como gosto desta série de poemas à amada. São lindos, Julio. beijos!

    ResponderExcluir
  4. Um convite e tanto aos sentidos, à paixão, ao amor...
    "minhas mãos libidinam
    a superfície rósea..."

    abç

    betha

    ResponderExcluir