Páginas

sábado, 28 de agosto de 2010

DOMINGO NA PRAIA DO FUTURO ( para poeta Betha Mendes)

O sol estende seu sudário
de fogo na praia branca
o mar na sua intermitência
vomita espumas e marolas
de antigas marés,
vago as brisas se acomodam
no colo dos coqueiros
deitadas nas areias,seminuas,
mulheres bonitas lavram
a escritura erótica da manhã.
.

4 comentários:

  1. Olá, Júlio,

    que belos versos a natureza te deu... ou que belos versos deste à natureza. Tem todo o tom de mistério que admiro na arte! Parabéns! Belíssimo!

    Um abç de Betha

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Poeta, que belo terço poético, que bela homenagem banhada pelo sol da praia do Futuro.

    Um abraço amigo e carinhoso.

    ResponderExcluir
  3. Poema que é quase uma fotografia - da alma do poeta, do que seus olhos vêem. Abraço, Julio.

    ResponderExcluir
  4. Desde o início
    revela-se o olhar
    diante das sensações:
    um poema que recebe
    o calor e a brisa
    juntos.

    Forte abraço,
    meu camarada.

    ResponderExcluir