Páginas

sábado, 19 de dezembro de 2015

NÃO ACORDEM OS PÁSSAROS ( INVENÇÃO )


Depois que a noite se instalou na floresta com suas catedrais de sombras, um rebanho de ventos, coléricos, rudes e mal-educados, invadiu a serenidade do bosque e arrepiou as árvores numa imensa algaravia. Saindo do fundo de seu labirinto, na floresta, um Fauno bastante idoso, fez parar por instantes os ventos e solenemente pediu a Éolo, que os comandava. - Ó Deus dos ventos, pode continuar com suas travessuras aéreas, mas te peço, por favor, uma coisa só:
- Não acordem os pássaros!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário