Páginas

domingo, 27 de dezembro de 2015

INSTANTE NUMERAL


O sol rumina seus últimos raios
lânguidos
sobre os velhos telhados das casas
da Rua dos Inocentes,
ventos comportados e mornos varrem
o chão de musgo da praça
sentado na varanda observo o desfile do rio
enquanto uma brisa fugitiva do jardim
acoita as rugas da minha idade
e um pássaro, em garras,
traz em suas asas o crepúsculo.

Começou o féretro da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário