Páginas

quarta-feira, 3 de junho de 2009

AS PALAVRAS

As palavras
quando ditas
com acidez
queimam,
as palavras
quando vergadas
ao peso
das incoerências
ferem,
as palavras
quando protestam
com ardor
são podadas
são caladas
pelo ditador,
mas as palavras
reagem, resistem
ao poder dos déspotas
dos tiranos
ainda que tênues
ainda que mortas.

2 comentários:

  1. JULIO,
    Consciente poema
    as palavras são poderosas e irreversíveis.
    podem ser caricias e ser punhais.
    bjs
    Doroni

    ResponderExcluir
  2. Uma revolta

    está ficando coletiva
    quando a urbe sair às ruas
    será uma
    guerra
    ninguem aguenta
    fome de justiça
    e outras tantas fomes...

    Poema amargo e duro! Bom Julio

    ResponderExcluir