Páginas

domingo, 19 de dezembro de 2010

UIVO


Uivo na noite veloz
como um lobo faminto.
Pejado de rugas e insônias
meu rosto luta feroz
contra a intolerância do tempo
que solapa minha arquitetrura
corporal.
Silente a noite abre seu casulo
de sombras
e o orvalho molha o silencio
das ruas,
apenas um rebanho de estrelas
ilumina as trevas do meu abísmo.

Um comentário:

  1. Casulo de sombras, rebanho de estrelas, que uivo hein?, que imagens.

    Um beijo.

    ResponderExcluir