sábado, 1 de julho de 2017

SOL POENTE

O sol já quase esmaecido 
convida para o crepúsculo.
Um pássaro pousado na varanda
trouxe em seu bico de ocaso
dois ramos de jasmim
e de repente ele soltou os pulmões
e seu canto foi tão belo e forte
que despertou o sono do poeta
que ainda mora em mim.

3 comentários:

E COMO ERA VERDE MEU VALE

O meu vale era verde. Muito verde. Verde como uma pedra de jade. E neste teatro verdejante passei uma parte de minha infância me acordand...