Páginas

sábado, 9 de julho de 2011

DUAS VARIAÇÕES PARA A AMADA

1.
Eu queria ser uma sombra
para te proteger do sol inclemente
e uma brisa branda e amena
para suavizar teu rosto
nessa tua caminhada ardente
pelas trinhas invias da vida.

2.

Nesta noite de lua acêsa
vou te declamar poemas
para que possas construir
teus castelos de sonhos
ouvindo o mar de Iracema.

3 comentários:

  1. Eta coisa boa, esta sombra de amor nas trilhas da vida e depois este complô com a lua torna o sonho uma chama viva...

    Beijos, Júlio, bom final de semana.

    Carmen

    ResponderExcluir
  2. Me pergunto quantas variações mais não existem para a amada!

    Muito bonito!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Muito belo!
    Obrigada por estes momentos de poesia.
    Vou linkar o seu blog, para estar sempre atenta. Beijos com amizade.

    ResponderExcluir